Pet no casamento, dicas para ele participar

Pet no casamento, dicas para ele participar

Eles são os melhores amigos do homem (e da mulher também), o que faz com que seja quase impossível mantê-los de fora de uma data tão especial. Ter pet no casamento está se tornando algo bem comum e que ajuda a dar mais brilho e beleza a este momento tão único.

Levar os pets para o casamento

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Os pets são amigos de todas as horas e, muitas vezes, participam de perto da organização de um casamento. No entanto, nem sempre eles estão presentes no momento da cerimônia e da festa porque seus donos não sabem bem como proceder para encaixá-lo no evento. Felizmente, isso tem mudado bastante.

É claro que não é qualquer pet que pode participar de um casamento; é preciso que ele esteja acostumado a ver e lidar com gente, além de ter treinamento para não fazer sujeira na hora e local errado. Porém, este tipo de treinamento não é difícil de fazer, o que permite colocar seu pet no casamento mesmo que a data já esteja próxima.

O ideal é, primeiramente, avaliar o temperamento do animal, para saber se vale a pena incluí-lo no casamento. Muitos animais, por mais doces que sejam, acabam não ficando bem quando são expostos ao estresse de ter que lidar com um monte de gente que eles não conhecem. E isso pode fazer com que ele fique acanhado, violento ou mesmo tente fugir.

Cachorro no casamento

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Muitos animais podem reagir de forma completamente inesperada quando veem pessoas que eles não conhecem, o que é particularmente preocupante num casamento. Se não for possível prever como o pet vai se comportar no casamento, pode ser uma boa ideia deixá-lo em casa e curtir sua presença com calma depois do evento.

Há animais que têm mania de correr ou morder. Tentar ter seu pet no casamento pode tumultuar ainda mais o evento. Isso porque terá que ser contido pelo seu dono, que provavelmente estará muito ocupado se casando. E ter que parar uma cerimônia de casamento por causa de um animal agitado é tudo o que nenhum noivo quer.

Também verifique com o veterinário de seu pet ele aconselha este tipo de exposição. Se o especialista que cuida do seu animal não achar uma boa ideia levá-lo a um evento, pode ser melhor tentar incluir seu pet no casamento de outras formas, como com um ensaio pré-nupcial ou mesmo colocando uma bela foto dele em um lugar estratégico da decoração.

Festa de casamento

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

E não se esqueça de verificar com a administração do local do casamento se eles aceitam receber animais durante a cerimônia e a festa. Em igrejas, por exemplo, dificilmente é possível conseguir uma autorização para que o pet possa participar do casamento, pois o espaço fechado propicia o aparecimento de alergias. Já espaços ao ar livre costumam aceitar melhor os animaizinhos.

Mesmo que seu animal de estimação seja querido por todos e seja uma parte importante da sua vida, lembre-se que seu bem-estar deve vir em primeiro lugar. Se achar que algo pode acontecer a ele, é melhor deixar o bichinho em casa para poder ter sua companhia por ainda mais tempo. O estresse pode fazer qualquer animal adoecer, inclusive o mais forte dos pets.

Se de qualquer forma você deseja ter seu pet no casamento, treine-o com antecedência e tenha bastante certeza que há como mantê-lo sobre controle durante todo o evento. E não se esqueça de providenciar um cantinho especial para ele, com água, comida e espaço para brincar e dormir, além de contratar alguém para se responsabilizar por ele por todo o evento.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *