Posts

Como recusar um convite de casamento?

Se você recebeu um convite de casamento, sinta-se honrado! Afinal, a lista de convidados de casamento é algo que sempre dá o que falar e, no final, somente as pessoas realmente importantes são convidadas. Por esse motivo, ter que avisar que não poderá ir ao evento pode ser bem complicado. Mas como recusar um convite de casamento?

Como recusar um convite de casamento?

Fonte: Elegant Wedding Invites.

Nestes momentos, o melhor a fazer é ser o mais honesto possível com o casal e avisar o quanto antes sobre sua ausência. Muita gente deixa para última hora para avisar que não poderá comparecer ao casamento, o que tende a magoar o casal muito mais do que se eles tivessem sido comunicados com antecedência.

Não há vergonha em precisar faltar. Afinal, muitos casais já contam com, ao menos, 20% de falta dos convidados. Porém, ao avisar cedo sobre a sua ausência, você pode se justificar e o casal tem a oportunidade de convidar outras pessoas que acabaram ficando de fora ou mesmo investir o valor que seria gasto com você em outros itens do casamento ou mesmo na lua de mel.

Não comparecer ao casamento e nem avisar que você não pode ir é a pior atitude que qualquer pessoa pode ter. A presença de cada convidado é importante para os noivos, pois eles desejam comemorar esta data tão especial com pessoas que fazem parte da vida de ambos. Além disso, cada convidado custa dinheiro ao casal e sua ausência pode acabar desperdiçando algum item caro.

Como recusar um convite de casamento?

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Por isso, assim que você souber que não pode comparecer a um casamento, entre em contato com o serviço de RSVP para que as devidas providências possam ser tomadas. Além disso, vale a pena ligar para os noivos e justificar sua falta: conte com sinceridade o motivo de não poder ir ao casamento e diga que lamenta não poder dividir este momento com eles.

Nessas horas, mentir é sempre a pior opção, pois, atualmente, não é difícil descobrir onde uma pessoa esteve. Assim, se você tem um compromisso familiar ou no trabalho inadiável ou mesmo uma vigem que não poderá ser remarcada, conte ao casal sobre esta condição para que não ocorram equívocos.

Mesmo que você já tenha confirmado presença no casamento e algo de última hora aconteça, vale a pena tentar entrar em contato com o serviço de RSVP ou mesmo com a assessoria cerimonial para avisar que não poderá ir. Quando sua presença é esperada, o não comparecimento pode gerar muita mágoa, principalmente se você for muito próximo ao casal.

Como recusar um convite de casamento?

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

É claro que se acontecer algum problema com você ou sua família no dia (ou em cima da hora) do casamento e não houver como avisar que você não irá, não tem problema. Tente contato com o casal ou seus pais no dia seguinte e conte sobre o acontecido. Eles certamente não irão se chatear e mostrarão toda sua solidariedade quanto a sua condição.

Mas é claro que você não precisa se sentir mal em não poder ir ao casamento. Imprevistos acontecem com todo mundo e existem formas de tentar compensar sua ausência. Uma delas é enviando um presente de casamento para os noivos usarem na casa nova. Outra opção é marcando um encontro com eles antes ou depois do casamento.

Dessa forma, você pode expôr o motivo de sua falta e eles podem contar mais sobre a organização do casamento e da festa. Se o encontro for posterior ao evento, peça para ver as fotos e os vídeos tanto do casamento quanto da lua de mel. Mostre-se realmente interessada(o) em tudo o que aconteceu para que essa relação não fique abalada e a amizade possa permanecer por muitos anos.

5 dicas para fazer a lista de convidados para casamento e evitar o estresse

Organizar um casamento é sempre um prazer! Porém, há alguns trabalhinhos um pouco chatos a se fazer para que o evento possa acontecer perfeitamente, como a montagem da lista de convidados. Colocar no papel quem será ou não chamado não é algo prazeroso de se fazer, mas sim necessário. Confira 5 dicas para fazer a lista de convidados para casamento e evitar o estresse.

Festa de Casamento

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Confira algumas dicas para fazer a lista de convidados para casamento:

1. Faça com antecedência: de uma forma geral, é possível saber quem vamos convidar para a festa de casamento com certa antecedência. É claro que podem surgir alguns convidados de última hora, mas a maior parte dos nomes que vão entrar na lista já são conhecidos de longa data. Por isso, organizar a lista de convidados com antecedência pode ajudar a evitar o estresse.

É comum começar a elaborar a lista de convidados para casamento com uma antecedência de 6 meses a um ano pois é preciso fazer um levantamento do número de pessoas que podem comparecer ao evento para pagar pelo buffet, que costuma ser cobrado por pessoa.

2. Evite listas separadas: uma das dicas para fazer a lista de convidados para casamento é o casal se juntar para fazê-la. Nada de cada um criar sua lista e depois tentar eliminar pessoas, pois isso geralmente causa muitos problemas. Além disso, é comum que o casal tenha convidados em comum e acabem ambos colocando-os em suas respectivas listas.

Lista de convidados

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Fazer uma lista de convidados definitivamente não é o melhor dos programas para se fazer em casal, mas é algo que precisa ser feito. Então, o ideal é encarar a tarefa juntos para se obter o melhor resultado possível. Isso também ajuda a manter o número de convidados sob controle, assim como o orçamento destinado ao evento.

3. Limite o número de convidados: ao fazer a lista de convidados, é preciso ter em mente quanto custa um convidado e o orçamento disponível para o buffet. Ao cruzar essas duas informações, será possível ter a quantidade de pessoas que poderá chamar para o evento. Ter esse número em mente pode ajudar muito na organização da lista de convidados.

O tipo de evento também pode influenciar na quantidade de pessoas convidadas, assim como o espaço pretendido pelo casal. Um mini wedding, por exemplo, conta com no máximo 100 convidados. Já um grande casamento tradicional pode ter centenas de convidados!

5 dicas para fazer a lista de convidados para casamento e evitar o estresse

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

4. Estabeleça critérios de corte: é claro que, mesmo levando em conta todos os detalhes, não é incomum uma lista de convidados de casamento ultrapassar o limite estipulado. Neste caso, é importante que o casal estabeleça critérios de corte, que podem variar de acordo com os noivos. Geralmente, esses critérios são a proximidade do casal com o possível convidado.

Pessoas com as quais os noivos quase não têm contato, não veem há muito tempo ou que não está junto com eles nem em datas especiais podem ser tiradas da lista sem problemas. Muitas, inclusive, nem saberão do casamento se não receberem um convite. O mesmo vale para colegas de trabalho: quando não há muito contato com eles fora do trabalho, não faz sentido convidar para o casamento.

5. Tenha paciência com os palpites: principalmente quando os pais estão ajudando a pagar pelo casamento, é comum ouvir todo tipo de palpite. O mais importante é não se estressar com isso e conversar com a pessoa. Há casos em que os noivos estipulam um número de convidados para os pais chamarem quem desejar, mas isso nem sempre é possível.

Festa de casamento

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Manter um diálogo franco e aberto é sempre a melhor opção. Falar que realmente gostaria de convidar todo mundo, mas que o número de convites é limitado e vai dar preferência a seus próprios convidados. Não é incomum que sobrem convites, pois a taxa de não comparecimento gira em torno de 20%, o que torna provável que seja possível convidar algumas pessoas de última hora.

Agora que você já sabe algumas dicas para fazer a lista de convidados para casamento, evite o estresse e comece já a montar a sua.

Erros na organização do casamento

Errar é humano, principalmente quando temos milhares de coisas na cabeça ao mesmo tempo, como é o caso do planejamento de um casamento. Como também é possível aprender bastante com as experiências de quem já passou pela mesma situação, conheça alguns erros na organização do casamento e previna-se!

planejar-um-casamento
Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Não estipular um orçamento: um erro comum e grave na organização do casamento é os noivos não conversarem sobre o quanto podem gastar e, simplesmente, gastarem. É preciso estipular um orçamento final e encaixar os desejos do casal dentro das possibilidades financeiras. Se os pais forem ajudar a pagar o casamento, é preciso saber o quanto eles pretendem investir no evento e não sair gastando sem limites.

Deixar a lista de convidados em aberto: esse é um erro gravíssimo que pode acarretar vários problemas. Os cálculos da festa são feitos em cima do número de convidados e, por isso, é tão necessário saber quantos estarão presentes no dia. É claro que as casas de festas e buffets sempre podem encaixar um convidado de última hora no orçamento, mas é provável que isso encareça um pouco o evento.

Ignorar pai/mãe/sogra: geralmente os pais dos noivos tem o maior prazer em participar dos preparativos do casamento, não só dando dinheiro para a festa, mas também com alguns conselhos e opiniões. Entretanto, muitos casais ignoram completamente a opinião de seus pais e fazem tudo como querem, e isso não é nada legal com eles. Nãos custa nada escutar o que eles tem a dizer, afinal, várias boas ideias podem partir de quem tem mais experiência.

erros-na-organização-do-casamento
Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Não fazer teste de cabelo/maquiagem: só porque ficou bonito na atriz da capa da revista não significa que ficará bem em todo mundo. Cabelo e maquiagem, assim como o vestido da noiva e os sapatos, devem ser pensados e escolhidos com antecedência e ornados com os acessórios, como joias, véu e grinalda. Nada pior do que a noiva se ver obrigada a casar com um visual que detestou.

Confiar no trabalho de profissionais a amadores: pode gerar dor de cabeça e muitas lágrimas. Afinal, os profissionais especializados estão aí para servir e não serem substituídos pelo primo ou colega de trabalho. Todo mundo conhece uma história triste de noivos que deixaram algo importante do casamento na mão de amigos e parentes e acabaram sem o bolo ou sem as fotos. Contratar um trabalho profissional pode parecer um pouco caro a princípio, mas vale a pena gastar esse dinheiro, pois o serviço, na maioria das vezes, é mais garantido.

Não fazer contratos com fornecedores: sempre que escolhemos um fornecedor para casamento, é porque ele oferece um ótimo produto ou serviço e é confiável. Mas, como todo cuidado é pouco, contratos entre as partes são importantíssimos. Caso haja algum problema no dia do casamento e o serviço seja cancelado ou o produto não seja entregue, os noivos podem recorrer judicialmente pedindo o dinheiro de volta e sendo indenizados.

buffet-de-casamento
Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Deixar para providenciar a documentação na última hora: casar demora e exige uma série de documentos, inclusive dos padrinhos que assinam como testemunhas. Quem faz casamento religioso com validade civil tem que entregar a documentação pelo menos um mês antes do evento na igreja. Por isso, não deixe para separar os documentos, levar no cartório e fazer as autenticações em cima da hora, para não acabar com o casamento adiado.

Mudar o look radicalmente no dia do casamento: a noiva morena resolve ficar loura e o noivo faz aquele corte radical. Entretanto, se o resultado não for como o esperado, isso pode tornar-se um grande problema, pois não dará tempo de “desfazer” as mudanças, e o casal poderá acabar com um visual não muito agradável eternizado nas fotos de casamento.

Esquecer algo importante: no dia do evento, tudo já deve estar separado e preparado para levar para cerimônia e festa. Quem é esquecido, deve começar a organizar com antecedência uma lista com todas as coisas que precisam ser lembradas e feitas no dia do casamento para não deixar nada para trás. Imagine chegar no altar e não ter as alianças? Ou ir cortar o bolo e não ter a espátula? Para isso, é preciso organização e um pouco de ajuda.

dia-do-casamento
Fonte: Casuarinas Casa de Festas.

Acreditar que os noivos podem fazer tudo sozinhos: mesmo dividindo as responsabilidades, o casal acaba sobrecarregado com a quantidade de coisas que precisa fazer, principalmente no dia do casamento. Por isso o serviço de assessoria cerimonial vem se tornando cada vez mais importante. Este profissionais estão acostumados a lidar com todo tipo de coisa, lembrar dos mínimos detalhes, contornar contratempos e fazer festas e eventos darem muito certo. Quem está considerando casar, mesmo que com um orçamento apertado, deve contratar uma assessoria cerimonial.

Lista de convidados para casamento

Uma das grandes preocupações dos noivos na hora de organizar a festa é a lista de convidados para casamento. Geralmente, organizar os nomes nessa lista é uma tarefa longa e complicada, pois a maioria dos itens da festa, como buffet, bolo, lembrancinhas e etc, são contratados por pessoa e o número de convidados precisa ser compatível com o orçamento do casal.

Lista de convidados para casamentoFonte: Casuarinas Casa de Festas.

Claro que é desejo de todos os noivos poder convidar todo mundo, desde os amigos mais íntimos até aqueles parentes bem distantes. No entendo, nem sempre isso é possível. Por isso, a Casuarinas Casa de Festas organizou algumas dicas para quem está precisando de ajuda para montar a lista de convidados para casamento.

  1. Não se sinta obrigado a convidar ninguém: não é obrigação do casal convidar todo mundo que já conheceu na vida. Cada pessoa deve ser convidada por razões afetivas e não por obrigação.
  2. Estipule o número de convidados de acordo com o orçamento: não vale a pena encher a lista de nomes e estourar o orçamento sem necessidade. Liste os nomes de todos os familiares e amigos e, em seguida, analise bem que está na lista e convide aquelas pessoas que fazem parte da história do casal e estejam realmente presentes na vida de ambos. Familiares que estão longe ou que não vemos há muito tempo, assim como amigos de infância com quem não mantemos muito contato, não precisam estar na lista de convidados para casamento.

Lista de convidados para casamentoFonte: Casuarinas Casa de Festas.

  1. Não faça a lista separadamente: a noiva e o noivo devem elaborar uma lista única, levando em conta as duas famílias, os amigos do casal e os amigos de cada um. Quando cada um cria uma lista de convidados diferentes, a lista final acaba ficando ainda mais extensa e difícil de ser enxuta. Por isso, é importante pensar junto na hora de fazer a lista de convidados para casamento.
  2. Diga que fará algo íntimo: e não se esqueça de deixar isso bem claro. Assim, quem ficar sabendo do casamento e não for um convidado não ficará chateado, sabendo que os noivos convidaram apenas os familiares e amigos mais íntimos. Esclarecer que o casamento é íntimo também evita que convidados peçam convites extras para acompanhantes (sim, tem gente faz isso, acredite!).
  3. Convidados dos pais: muitos pais ajudam os filhos a pagar pelo casamento. Entretanto, isso não dá poder a eles de interferir na lista de convidados. É bom reservar alguns convites para convidados dos pais, mas se o orçamento estiver apertado, pode ser preciso conversar com eles e deixar claro todas as limitações.

Lista de convidados para casamentoFonte: Casuarinas Casa de Festas.

  1. Colegas de trabalho: muitos casais que estão organizando o casamento acabam se sentindo obrigados a convidar todos os colegas de trabalho, com medo de ofender alguém que ficar fora da lista. Se não há condições de convidar todos, evite falar sobre o assunto na empresa. E, quando for colocar os nomes na lista, convide quem é realmente amigo e mantém uma relação com você até fora do trabalho. Jamais pendure um convite de casamento no mural da empresa se não pretende convidar a todos.
  2. Acompanhantes: geralmente ninguém vai a um casamento sozinho. No entanto, se você quer convidar um amigo ou parente que é solteiro ou está namorando com alguém que você não conhece, não é necessário enviar um convite extra. Vale a pena conversar com o convidado e explicar por que não foi possível estender o convite a seu acompanhante; assim, cabe a pessoa decidir se vai sozinho ou não.
  3. Crianças: essa é uma questão problemática, pois muitos casais com filhos podem se sentir ofendidos se o convite de casamento não for estendido as crianças. O ideal é sempre deixar a opção de levar as crianças em aberto, pois restringir a entrada delas é uma atitude bastante deselegante.

Lista de convidados para casamentoFonte: Casuarinas Casa de Festas.

  1. A união faz a força: e ser compreensivo é a chave do sucesso na hora de fazer a lista de convidados para casamento. Ambos terão de abrir mão de um ou outro convidado na hora de enxugar a lista e é importante manter a calma e a compreensão nessas horas, a fim de evitar brigas desnecessárias.
  2. RSVP: a confirmação de presença, ou RSVP (Répondez S’il Vous Plaît , em francês, que significa “responda por favor”), ajuda o casal a ter uma noção aproximada do número de convidados que podem comparecer a festa. Esse número costuma ser bem próximo do real, mas imprevistos acontecem: alguém que confirmou pode precisar faltar e algumas pessoas simplesmente esquecem de confirmar a presença. Por isso, se alguém não confirmou presença no evento, você não pode convidar outra pessoa no lugar.